Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 14 nº 1 - Jan/Mar - 2017

Artigo de Atualização Imprimir 

Páginas: 107 a 111

Integralidade no cuidado às gestantes adolescentes

Integrality in the care for pregnant adolescents

Integridad en el cuidado a las gestantes adolescentes

Autores: Silvana Januario Jorge1; Marinês Finco2; Adriana Lobo Muller3; Monica Helen Winnikow4; Sarita Martins Camina Reinicke5

PDF Português            

Descritores: Adolescente, gestantes, prestação integrada de cuidados de saúde.
Keywords: Adolescent, pregnant women, integrated delivery of health care.
Palabraclave: Adolescente, gestantes, prestación integrada de cuidados de salud.

Resumo:
A adolescência é um período onde são vivenciadas diversas modificações corporais e mentais, questionamentos sobre sua identidade, mudança no relacionamento com os pais e necessidade de conviver em grupos. A adolescente gestante necessita de muita atenção da equipe de saúde, pois às complicações obstétricas para a mãe e o recém-nascido são de alto risco, além de acarretar problemas sociais e econômicos. A unidade básica de saúde deve ser a porta de entrada preferencial da gestante adolescente no sistema, local estratégico para melhor acolher suas necessidades, inclusive proporcionando um acompanhamento longitudinal e continuado. Os profissionais de saúde têm importante papel na escuta de necessidades de saúde, devendo permitir a expressão de sentimentos que emergem na vivência da gravidez de modo a se estabelecer uma relação de confiança. O acolhimento na atenção básica implica a responsabilização da equipe pela integralidade do cuidado com escuta qualificada e do favorecimento do vínculo e da avaliação de vulnerabilidades de acordo com o seu contexto social. Entende-se então que quando uma adolescente gestante chega à unidade básica não basta que cada profissional a atenda e elabore uma proposta de cuidado, é imprescindível que cada profissional amplie seu olhar para além de sua formação acadêmica, pois, a transdisciplinaridade preocupa-se com uma interação entre as disciplinas, onde cada uma delas busca um além de si, sua finalidade é a compreensão do mundo presente.

Abstract:
Adolescence is a time when are experienced many changes in the body and mind. Questions about identity, changes in the relationship with parents and the necessity to live together with a group, all of these happens at the same time. Once a teenager is pregnant, she needs a lot of attention from the health team because the complications due to the pregnancy for the mother and the newborn are a big risk. Furthermore, it may cause social and economic problems. The healthcare center should be the preferential option in the system for the pregnant teenager, which is a strategic place that best supplies their necessities, including providing a longitudinal and continuous monitoring. Health professionals play an important role in listening to health requirements and should allow the expression of feelings that emerge from the pregnancy experience in order to establish a relationship of trust. The primary care welcoming implies in the responsibility of the team for comprehensive care with qualified listening, favoring the bond and vulnerability assessment in accordance with their social context. In this way, it is clear that when a pregnant adolescent comes to the healthcare center, it is not enough that each adolesprofessional only develops a care proposal, but it is essential that each one looks beyond their academic formation because the transdisciplinarity concerns with an interaction between subjects, where each of them looks for something beyond themselves, their purpose is the understanding of this world.

<<<<<<< .mine ======= >>>>>>> .r17871 Resumen:
La adolescencia es un período donde son vividas diversas modificaciones corporales y mentales, cuestionamientos sobre su identidad, cambio en la relación con los padres y necesidad de convivir en grupos. La adolescente gestante necesita mucha atención del equipo de salud, pues las complicaciones obstétricas para la madre y el recién nacido son de alto riesgo, además de acarrear problemas sociales y económicos. La unidad básica de salud debe ser la puerta de entrada preferente de la gestante adolescente en el sistema, lugar estratégico para acoger mejor sus necesidades, incluso proporcionando un acompañamiento longitudinal y continuo. Los profesionales de salud tienen importante papel en la recepción de necesidades de salud, debiendo permitir la expresión de sentimientos que emergen en la vivencia del embarazo, de modo de establecerse una relación de confianza. La acogida en la atención básica implica a responsabilidad del equipo por la integralidad del cuidado con atención calificada y favorecimiento del vínculo y evaluación de vulnerabilidades de acuerdo con su contexto social. Se entiende entonces que cuando una adolescente gestante llega a la unidad básica no basta que cada profesional la atienda y elabore una propuesta de cuidado, es imprescindible que cada profesional amplíe suyo mirada más allá de su formación académica, pues la transdisciplina se preocupa por una interacción entre las disciplinas, donde cada una de ellas busca una más allá de sí, siendo su finalidad la comprensión del mundo presente.

GN1 © 2004-2017 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
E-mail: secretaria@adolescenciaesaude.com