Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 14 nº 4 - Out/Dez - 2017

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 16 a 23

Risco de síndrome metabólica em adolescentes com baixo peso ao nascimento

Risk of metabolic syndrome in adolescents with low birth weight



Autores: Luis Paulo Gomes Mascarenhas1; Antonio Stabelini Neto2; Cristiane Petra Miculis3; Lilian Messias Sampaio Brito4; William Cordeiro de Souza5; Margaret Cristina da Silva Boguszewski6

PDF Português            

Descritores: Adolescente, doenças metabólicas, idade gestacional.
Keywords: Adolescent, metabolic diseases, gestational age.

Resumo:
OBJETIVO: Verificar a prevalência de síndrome metabólica (SM) em adolescentes nascidos com baixo peso.
MÉTODOS: A amostra constitui-se de 791 adolescentes de 10 a 18 anos de idade. Adotou-se como tendo baixo peso ao nascimento (BPN) aqueles percentil abaixo do 10º, e aqueles como tendo peso adequado ao nascimento (APN) entre o 10º e 90º percentil. SM foi diagnosticada se três ou mais fatores de risco estivessem presentes.
RESULTADOS: A prevalência de SM em meninos BPN foi de 14,8% e nas meninas foi de 6,3%; contra 4,3% nos meninos APN e 5,0% nas meninas APN. Os meninos nascidos BPN revelaram uma razão de chance de 3,84 (IC: 1,14 - 12,86) de apresentarem SM.
CONCLUSÃO: Alta prevalência de SM foi observada em adolescentes masculinos nascidos com baixo peso, neste sentido, estratégias de prevenção e cuidados a esta população devem ser dados desde a infância.

Abstract:
OBJECTIVE: Verify the prevalence of metabolic syndrome (MS) in adolescents born with low weight.
METHODS: The sample consisted of 791 adolescents between 10 to 18 years of age. Is was adopted as having low weight born (LWB) those below of the 10th percentile and those having appropriate weight at birth (AWB) between the 10th and 90th percentile. MS was diagnosed if three or more risk factors were present.
RESULTS: The prevalence of MS in LWB was 14.8% in boys and 6.3% in girls, against AWB on 4.3% in boys and 5.0% in girls. Boys born with LWB showed an odds ratio of 3.84 (CI: 1.14 to 12.86) of having MS.
CONCLUSION: High prevalence of MS was observed in male adolescents born LWB, in this sense, strategies for prevention and care for this population should be given since childhood.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2018 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
E-mail: secretaria@adolescenciaesaude.com