Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 14 nº 4 - Out/Dez - 2017

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 24 a 30

Traumas dentários em crianças e adolescentes periciadas no instituto médico legal de feira de Santana-Bahia

Dental trauma in children and teens inquired at legal medical institute in feira de Santana-Bahia



Autores: Mona Lisa Cordeiro Asselta da Silva1; Jamilly de Oliveira Musse2; André Henrique do Vale de Almeida3; Jeidson Antônio Morais Marques4; Maria Conceição Oliveira Costa5

PDF Português            

Descritores: Violência, saúde da criança, saúde do adolescente.
Keywords: Violence, child health, adolescent health.

Resumo:
OBJETIVO: Descrever o perfil epidemiológico de crianças e adolescentes que apresentaram a violência física como fator etiológico do traumatismo dentário.
MÉTODOS: Estudo de série de casos em crianças e adolescentes vítimas de violência submetidas a exame de lesão corporal, periciadas por peritos odontolegal no Instituto Médico Legal (IML) de Feira de Santana-Bahia, utilizando dados secundários, no período de 01 de janeiro de 2010 a 31 de dezembro de 2015.
RESULTADOS: Foram periciados 79 casos de violência física em crianças e adolescentes, com 77,9% pertencentes à faixa etária adolescente (12 a 18 anos), 85,9% classificada como faioderma e 31,2% apresentaram lesões dentárias.70,1% das agressões atingiram o tecido mole, seguido do dentário com (24,7%), as manifestações clínicas mais prevalentes foram as equimoses (22,1%), e o trauma dentário (17,6). A boca (38,9%) e os dentes (19,0%) foram as regiões no corpo mais atingidas no momento da agressão, sendo o braço (49,5%) e pés (7,4%) os instrumentos de agressão mais prevalentes.
CONCLUSÃO: A maior parte dos vitimados pela violência física que sofreram traumatismo dentário eram adolescentes e faiodermas. As vítimas que apresentaram duas lesões foram as que sofreram o maior número de traumatismo dentário, sendo na maioria dos casos provocados pelas mãos com socos e murros.

Abstract:
OBJECTIVE: Describe the epidemiological profile of children and adolescents who had physical violence as the etiological factor of dental trauma.
METHODS: Case study in children and adolescents victims of violence under consideration of personal injury inquired by forensic dental experts in the IML in Feira de Santana, Bahia, using secondary data, in 01 period January 2010-31 December 2015.
RESULTS: 79 cases of physical abuse in children and adolescents were appreciated with 77.9% of them belonging to the adolescent age group (12-18 years), 85.9% classified as brunette skin and 31.2% had dental injuries. 70.1% of aggressions reached the soft tissue, followed by the tooth (24.7%), the most prevalent clinical manifestations were ecchymosis (22.1%), and dental trauma (17.6). Mouth (38.9%) and teeth (19.0%) were the most affected regions in the body at the time of the assault, and the arm (49.5%) and foot (7.4%) the most prevalent aggression tools.
CONCLUSION: Most physical violence victims that suffered dental trauma were teenager with brunette skin. Victims who had two lesions were the ones that suffered the greatest number of dental trauma and in most cases caused by hands with punches and blows.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2018 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
E-mail: secretaria@adolescenciaesaude.com