Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 14 nº 4 - Out/Dez - 2017

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 77 a 84

Avaliação das pressões respiratórias máximas e função pulmonar em adolescentes com deficiência visual

Assessment of maximal respiratory pressures and pulmonary function in visually impaired adolescents



Autores: Regina Kátia Cerqueira Ribeiro1; Maria de Fátima Bazhuni Pombo March2; Clemax Couto Sant'Anna3

PDF Português            

Descritores: Pessoas com deficiência visual, músculos respiratórios, adolescente.
Keywords: Visually impaired persons, respiratory muscles, adolescent.

Resumo:
OBJETIVO: Descrever a força muscular respiratória (FMR) e a função pulmonar de adolescentes deficientes visuais (cegos e com baixa visão) com idades entre 12 e 19 anos.
MÉTODOS: Trata-se de um estudo observacional, transversal e descritivo. Foi realizada espirometria e medidas de pressões inspiratórias máximas (PImáx) e pressões expiratórias máximas (PEmáx) com a ajuda de manovacuometria digital. O índice de massa corporal (IMC) foi calculado pela equação de Quetelet. A comparação das variáveis entre meninos e meninas foi feita pelo teste de Mann-Whitney para dados numéricos e pelo teste de χ2 para os categóricos, com critério de significância de p <0,05.
RESULTADOS: Foram avaliados 77 alunos, com mediana de idade de 16 anos, sendo 39 (50,65%) do sexo masculino. A mediana de PImáx foi 94 cmH2O e de PEmáx 95 cmH2O; CVF 2,82 litros, VEF1 2,77 litros e VEF1/CVF 0,997 litros. Os meninos tiveram valores significativamente maiores em relação às meninas nas variáveis: peso, altura, PImáx e PEmáx.
CONCLUSÃO: Os alunos com deficiência visual apresentaram FMR e valores espirométricos menores do que os valores preditos, porém não caracterizando distúrbios respiratórios.

Abstract:
OBJECTIVE: Describe the respiratory muscle strength (RMS) and pulmonary function in visually impaired adolescents between 12 and 19 years old.
METHODS: This was an observational, cross-sectional and descriptive study. Were conducted spirometry tests and evaluations of maximum inspiratory pressure (MIP) and maximum expiratory pressure (MEP) with the aid of a digital manometer. The body mass index (BMI) was calculated by the equation Quetelet. The comparison of variables between boys and girls were made by Mann-Whitney test for numerical data and the χ2 test for categorical, with p significance criterion < 0.05.
RESULTS: A total of 77 students, with a median age of 16 years, where 39 (50.65%) were male. The median MIP = 94 cmH2O and the median MEP =95 cmH2O ; CVF 2,82 liters, VEF1 2,77 liters e VEF1/ CVF 0,997 liters. Boys had significantly higher values compared to girls in the variables: weight, height, MIP and MEP.
CONCLUSION: Students with visual impairments showed lower FMR and spirometric values than the predicted values, but not characterizing respiratory disorders.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2018 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
E-mail: secretaria@adolescenciaesaude.com