Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 15 nº 3 - Jul/Set - 2018

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 15 a 26

Busca ativa de hanseníase em escolas de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

Active search of leprosy in schools of Cuiabá, Mato Grosso, Brazil



Autores: Natricia Pilar Cardoso Blank1; Bruna Hinnah Borges Martins de Freitas2; Juliano Bortolini3

PDF Português            

Descritores: Hanseníase, educação em saúde, saúde do adolescente, serviços de saúde escolar.
Keywords: Leprosy, health education, adolescent health, school health services.

Resumo:
OBJETIVO: Determinar o número de casos novos de hanseníase por meio de busca ativa realizada com adolescentes de 10 a 14 anos matriculados em escolas públicas de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.
MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, cuja seleção de participantes foi feita por amostragem probabilística estratificada. A busca ativa ocorreu por meio do método espelho após uma oficina educativa com jogos adaptados para os aspectos gerais da hanseníase. A análise descritiva foi realizada através de tabelas de frequência.
RESULTADOS: Foram visitadas 31 escolas abrangendo uma população de 1.263 adolescentes. A renda familiar de um a dois salários mínimos foi a que prevaleceu entre os entrevistados (40,2%). A maioria (75%) afirmou que nunca participaram anteriormente de uma atividade de educação em saúde sobre a hanseníase. O histórico de casos de hanseníase na família foi verificado em 11% das respostas. De acordo com a ficha de autoimagem, 16,8% foram considerados suspeitos para hanseníase. Após todas as informações serem validadas novamente com os escolares, apenas 0,2% confirmaram presença de sinais e sintomas de hanseníase, os quais foram encaminhados para as unidades de saúde de referência da escola e não houve confirmação de nenhum caso.
CONCLUSÃO: Conclui-se que não foram identificados casos novos de hanseníase por meio da busca ativa. Contudo, convém ressaltar que este estudo promoveu como benefício a educação em saúde a toda a população participante, utilizando jogos como mediadores do processo de ensino-aprendizagem.

Abstract:
OBJECTIVE: Determine the number of new cases of leprosy through an active search conducted with adolescents from 10 to 14 years old enrolled in public schools in Cuiabá, Mato Grosso, Brazil.
METHODS: This is a cross-sectional study in which the participant selection was made by stratified probabilistic sampling. The active search occurred through the mirror method after an educational workshop with games adapted to the general aspects of leprosy. The descriptive analysis was performed through frequency tables.
RESULTS: 31 schools were visited covering a population of 1,263 adolescents. The family income of one to two minimum wages was the most prevailed among the interviewees (40.2%). The majority (75%) stated that they had never previously participated in a health education activity on leprosy. The history of leprosy cases in the family was verified in 11% of the answers. According to the self-image record, 16.8% were considered suspects for leprosy. After all the information was validated again with the students, only 0.2% confirmed the presence of signs and symptoms of leprosy, which were referred to the reference health units of the school and no case was confirmed.
CONCLUSION: It was concluded that no new cases of leprosy were identified through active search. However, it should be emphasized that this study promoted the benefit of health education to the entire population, using games as mediators of the teaching-learning process.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2018 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
Boulevard 28 de Setembro, 109 - Fundos - Pavilhão Floriano Stoffel - Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ. CEP: 20551-030.
E-mail: revista@adolescenciaesaude.com