Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 16 nº 1 - Jan/Mar - 2019

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 13 a 20

Fatores de risco associados ao consumo de álcool entre adolescentes de uma escola da rede pública de ensino

Risk factors associated with alcohol consumption among adolescents from a public school



Autores: Eliana Lessa Cordeiro1; Tânia Maria da Silva2; Liniker Scolfild Rodrigues da Silva3; Edinayran Ediluergyla da Silva4; Thamires Fernanda Crystina de Mesquita5; Wangela Pimenta Maia6

PDF Português            

Descritores: Adolescente; Alcoolismo; Enfermagem; Educação.
Keywords: Adolescent; Alcoholism; Nursing; Education.

Resumo:
OBJETIVO: Verificar os fatores de risco que podem estar associados ao consumo de álcool entre adolescentes de uma escola pública da cidade de Recife, Pernambuco.
MÉTODOS: Para este estudo, foram utilizadas técnicas inferenciais através do método de avaliação quantitativa, por meio de um modelo estruturado, idealizado pelo uso do Teste de Transtorno do Álcool, ou seja, com escores nas respostas das opções fornecidas. As respostas dos questionários foram pontuadas de acordo com os níveis de consumo de álcool destacados.
RESULTADOS: O Teste de Identificação do Transtorno por Uso de Álcool apontou que em 55,7% dos casos os adolescentes tem baixo risco, 25% estão em risco, 17,3% tem alto risco e 1,9% são prováveis dependentes.
CONCLUSÃO: Os adolescentes tem feito consumo cada vez mais precoce de bebidas alcoólicas, em maiores quantidades e com fácil acesso. São necessários a intensificação de campanhas preventivas e incentivo multidisciplinar que funcionariam paralelamente a programas governamentais, trabalho nas escolas e comunidade além de conscientização sobre os malefícios que podem advir do consumo de bebidas alcoólicas.

Abstract:
OBJECTIVE: Verify the risk factors that may be associated with alcohol consumption among adolescents of a public school in the city of Recife, Pernambuco.
METHODS: For this study, inferential techniques were used using the quantitative evaluation method through a structured model, idealized by the use of alcohol Test Disorder, that is, with scores in the options provided answers. The questionnaires' responses were scored to fit the levels of alcohol consumption highlighted.
RESULTS: Use of Alcohol Use Disorder Identification Test identified that 55.7% adolescents have low risk, 25% have some risk, 17.3% have high risk and 1.9% are likely dependents.
CONCLUSION: Adolescents have made increasingly precocious consumption of alcoholic beverages, in greater quantities and with easy access. It is necessary to intensify preventive campaigns and multidisciplinary incentive that would works in parallel with government programs, school and community, plus awareness of the harm that can come from the consumption of alcoholic beverages.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2019 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
Boulevard 28 de Setembro, 109 - Fundos - Pavilhão Floriano Stoffel - Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ. CEP: 20551-030.
E-mail: revista@adolescenciaesaude.com