Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 16 nº 1 - Jan/Mar - 2019

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 77 a 87

Comportamento sedentário e fatores associados em adolescentes escolares do município de Sombrio - SC

Sedentary behavior and associated factors in school adolescents in the municipality of Sombrio - SC



Autores: Vanessa de Souza Vieira1; Susana da Costa Aguiar2; Maria Cristine Campos3; Ione Jayce Ceola Scheider4; Viviane de Menezes Caceres5; Danielle Soares Rocha Vieira6

PDF Português            

Descritores: Adolescente; Estilo de Vida Sedentário; Comportamento do Adolescente.
Keywords: Adolescent; Sedentary Lifestyle; Adolescent Behavior.

Resumo:
OBJETIVO: Caracterizar indicadores de comportamento sedentário (CS) em adolescentes escolares e verificar suas associações com fatores sociodemográficos, antropométrico e nível de atividade física (AF).
MÉTODOS: Participaram do estudo 104 adolescentes (63.3% sexo feminino, 16.43 ± 0.98 anos) do município de Sombrio - SC. Os indicadores de CS (uso da TV, jogos, usar computador e celular nos dias de semana e finais de semana) foram categorizados como ≤ 2 e > 2 horas/dia. Considerou-se como variáveis independentes: sexo, escolaridade dos pais, tipo de escola, índice socioeconômicos, índice de massa corporal e nível de AF. Uma regressão logística multivariada foi utilizada para determinar as associações (p< 0.05).
RESULTADOS: O CS relacionado ao uso do celular foi o mais prevalente, e apresentar nível de AF insuficiente aumentou as chances para este comportamento (OR: 3.42; IC95%: 1.15 - 10.16). Ser do sexo feminino aumentou a chance para o uso da TV (OR: 4.54; IC95%: 1.12 - 18.24). Não apresentar excesso de peso reduziu a chance para o CS relacionado ao uso do celular (OR: 0.19; IC95%: 0.03 - 0.95) e o tempo de TV (OR: 0.08; IC95%: 0.01 - 0.45).
CONCLUSÃO: O CS relacionado ao celular foi elevado entre os adolescentes e as associações com o IMC e com o nível de AF precisam ser consideradas para a elaboração de intervenções para prevenção do CS na adolescência.

Abstract:
OBJECTIVE: Characterize indicators of sedentary behavior (SB) in school adolescents and verify their associations with sociodemographic, anthropometric and physical activity (PA) factors.
METHODS: A total of 104 adolescents (63.3% female, 16.43 ± 0.98 years) from the city of Sombrio (SC) participated in the study. SB indicators (TV time, games, computer and mobile phone use on weekdays and weekends) were categorized as ≤ 2 and > 2 hours/day. The following variables were considered as independent variables: gender, parents' levels of education, type of school, socioeconomic index, body mass index and level of PA. A multivariate logistic regression was used to determine associations (p < 0.05).
RESULTS: SB related to cell phone use was the most prevalent, and present insufficient PA level increased the chances for this behavior (OR: 3.42; 95% CI: 1.15 - 10.16). Being female increased the chance for the use of the TV (OR: 4.54; 95% CI: 1.12 - 18.24). Not being overweight reduced the chance for SB related to cell phone use (OR: 0.19; 95% CI: 0.03 - 0.95) and TV time (OR: 0.08; 95% CI: 0.01 - 0.45).
CONCLUSION: SB related to cell phone use was high among adolescents and associations with BMI and level of PA need to be considered for the development of interventions for SB prevention in adolescence.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2019 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
Boulevard 28 de Setembro, 109 - Fundos - Pavilhão Floriano Stoffel - Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ. CEP: 20551-030.
E-mail: revista@adolescenciaesaude.com