Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 16 nº 3 - Jul/Set - 2019

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 40 a 50

Qualidade de vida em adolescentes no domínio meio ambiente: associação com fatores comportamentais e sociodemográficos

Quality of life in adolescents in the environmental field: association with behavioral and sociodemographic factors

Calidad de vida en adolescentes relacionados con el medio ambiente: asociación con factores conductuales y sociodemográficos

Autores: Maria Lucileide Costa Duarte1; Francisco Elizaudo Brito-Júnior2; Rafaela Bertoldi3; Naildo Santos Silva4; Paulo Felipe Ribeiro Bandeira5

PDF Português            

Descritores: Adolescente; Qualidade de Vida; Meio Ambiente.
Keywords: Adolescent; Quality of Life; Environment.
Palabraclave: Adolescente; Calidad de Vida; Medio Ambiente.

Resumo:
OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida dos escolares dos cursos Técnicos integrados ao ensino médio de uma Instituição Federal de Educação do Ceará do município do Crato.
MÉTODOS: Este é um estudo transversal, quantitativo e censitário com a participação de 202 adolescentes com idade entre 14 e 19 anos. Para mensurar a qualidade de vida utilizou-se a metodologia de Whoqol-bref, composto pelos domínios Físico, Psicológico, Relações Sociais e Meio Ambiente. Usou-se também um questionário sociodemográfico e comportamental para caracterização dos participantes. Os dados foram digitalizados em excell 2016. Na análise dos dados aplicou-se à estatística descritiva e regressões por meio de modelagem de equações estruturais, utilizando o estimador de máximo verossimilhança. Adotou-se um nível de significância de p< 0,05.
RESULTADOS: Encontrou-se uma associação significativa entre as variáveis: Renda e Domínio Meio Ambiente; Consumo de Álcool e Domínio Meio Ambiente; Sexo e o Domínio Meio Ambiente; Idade e o Domínio Meio Ambiente.
CONCLUSÃO: Alternativas que busquem melhorar o estilo e qualidade de vida dos adolescentes pesquisados podem ser traçadas dentro do ambiente escolar. Programas, projetos e ações que visem a sensibilização e conscientização dos malefícios do comportamento sedentário, consumo de bebidas alcóolicas, alimentação inadequada, uso excessivo nas redes sociais, poucas horas de sono envolvendo não apenas os discentes, mas também as famílias, podem ser uma saída para modificação das atuais atitudes cotidianas desses indivíduos.

Abstract:
OBJECTIVE: Evaluate the quality of life of the students of Technical courses integrated to the secondary education of a Federal Education Institution of Ceará of the municipality of Crato.
METHODS: This is a transversal, quantitative and census study with the participation of 202 adolescents aged 14 to 19 years. To measure the quality of life it was used the Whoqol-bref methodology, composed of the areas: Physical, Psychological, Social Relations and Environment. A sociodemographic and behavioral questionnaire was used to characterize the participants. Data were digitized in excel 2016. Data analysis was applied to descriptive statistics and regressions using structural equations modeling, using the maximum likelihood estimator. We adopted a significance level of p <0.05.
RESULTS: It was observed a significant association between the following variables: Income and Environmental Domain; Sex and the Environment Domain; Age and the Environment Domain.
CONCLUSION: Alternatives seeking to improve the style and quality of life of the adolescents researched can be traced within the school environment. Programs, projects and actions that aim to raise awareness and awareness of the harm of sedentary behavior, alcohol consumption, inadequate diet, excessive use of social networks, few hours of sleep involving not only students but also families, can be a way out to modify the daily attitudes of these individuals.

<<<<<<< .mine ======= >>>>>>> .r17871 Resumen:
OBJETIVO: Evaluar la calidad de vida de los estudiantes de los cursos técnicos integrados a la escuela secundaria de una Institución Federal de Educación de Ceará de Crato.
MÉTODOS: Este es un estudio transversal, cuantitativo y censal que involucra a 202 adolescentes de 14 a 19 años. Para medir la calidad de vida utilizamos la metodología Whoqol-bref, compuesta por los dominios Físico, Psicológico, Relaciones Sociales y Medio Ambiente. También se utilizó un cuestionario sociodemográfico y de comportamiento para caracterizar a los participantes. Los datos se digitalizaron en Excel 2016. El análisis de datos se aplicó a estadísticas descriptivas y regresiones modelando ecuaciones estructurales utilizando el estimador de máxima verosimilitud. Se adoptó un nivel de significancia de p <0.05.
RESULTADOS: se encontró una asociación significativa entre las variables: ingresos y entorno del dominio; Consumo de alcohol y medio ambiente de dominio; Dominio del sexo y el medio ambiente; Dominio de la edad y el medio ambiente.
CONCLUSIÓN: Las alternativas que buscan mejorar el estilo de vida y la calidad de vida de los adolescentes encuestados pueden rastrearse dentro del entorno escolar. Los programas, proyectos y acciones dirigidos a crear conciencia sobre los efectos nocivos del comportamiento sedentario, el consumo de alcohol, la dieta inadecuada, el uso excesivo en las redes sociales, pocas horas de sueño que involucren no solo a los estudiantes sino también a las familias pueden ser una salida para cambiar las actitudes diarias actuales de estos individuos.

GN1 © 2004-2020 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
Boulevard 28 de Setembro, 109 - Fundos - Pavilhão Floriano Stoffel - Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ. CEP: 20551-030.
E-mail: revista@adolescenciaesaude.com